Conheça os Riscos da Profissão de Cozinheiro

riscos da profissão de cozinheiro

Quando pensamos em riscos da profissão de cozinheiro, os riscos de acidentes são bem óbvios. Afinal de contas, o profissional lida todos os dias com facas afiadas, objetos cortantes, superfícies quentes, gases, vapores e óleo fervendo.

Outro fato é que o cozinheiro durante o processo de higienização de alimentos ou do ambiente de trabalho fica exposto a produtos com alta concentração de cloro e corrosivos.  Com base nisso, a possibilidade de imprevisto é muito alta e não é difícil encontramos um cozinheiro de carreira que não tenha cicatrizes e histórias para contar. Confira a seguir mais sobre os ricos da profissão no texto preparado a seguir!

Os Riscos da Profissão de Cozinheiro são Reais

Como todos sabemos, a cozinha profissional evoluiu seu sistema desde o seu surgimento.  Atualmente, as instituições de culinária, associações industriais e sindicatos treinam seus aprendizes de cozinha de maneira a prevenir os riscos da profissão de cozinheiro.

O risco mais óbvio que temos dentro de uma cozinha são cortes com facas e objetos afiados, superfícies quentes, gases, vapores e óleo fervente.  Além disso, altas concentrações de cloro e produtos corrosivos são usadas ​​na limpeza da cozinha geram riscos graves a saúde.

Doenças Ocupacionais

Outros riscos da profissão de cozinheiro que temos que nos ater são as doenças ocupacionais que afligem à saúde encontradas da cozinha, como:

  • Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT): geradas pela repetição excessiva de movimentos ou postura inadequada, levando o trabalhador a sentir uma dor crônica que piorar ao longo dos anos.
  • Doenças Ocupacionais Psicossociais: se refere a pressão excessiva que pode causar distúrbios emocionais, como depressão, estresse, entre outras, tudo isso ligado a um ritmo agressivo de trabalho, carga horária excessiva, isolamento ou desentendimentos no ambiente de trabalho.

Choque Elétrico e Queimaduras

Entrando agora em outras situações que geram riscos da profissão de cozinheiro, sabemos que os choques elétricos estão por toda parte na cozinha.  Sendo este um dos riscos mais importantes a serem observados.  Afinal, muitas máquinas e equipamentos são alimentados por eletricidade; portanto, não os opere com as mãos molhadas.

Ao lidar com os riscos, também nos deparamos com as queimaduras. Não é de admirar que essa seja a principal causa de acidentes de trabalho nesses ambientes. Seja por óleo quente, fogo ou em contato com superfícies quentes, é desagradável e deve ser evitado.

Nesse caso, o Equipamento de Proteção Individual (EPI) tem que ser usado em cozinhas industriais ou não, e os empregadores devem fornecer aos funcionários gratuitamente, sob o risco de punição dentro das diretrizes legais.

Cortes e Perfurações

Sempre em uma cozinha existirá facas e outros tipos de objetos pontiagudos, que apresentam riscos à saúde dos trabalhadores. Além de causar cortes e perfurações, eles também contaminam os alimentos que devem ser descartados quando causam esses acidentes.  Para evitar tais acidentes, o EPI tornou-se uma ferramenta indispensável, que pode minimizar os riscos nesse ambiente.

Risco de Quedas

Por razões de higiene e facilidade de limpeza, a maioria das cozinhas industriais possui piso frio. Dessa forma, muitas vezes fica escorregadio devido ao vapor e à condensação causados ​​pelo calor ambiente.

Quando isso acontece, os trabalhadores que costumam correr de um lado para o outro podem escorregar e cair. Além dos calçados de segurança, é necessário piso antiderrapante.

Diminuindo os Riscos da Profissão de Cozinheiro

Além dos riscos citados a cima, existem condições que minimizam os riscos da profissão de cozinheiro, confira a seguir:

  • Mantenham sempre as instalações, os equipamentos, os móveis e os utensílios em condições higiênicas apropriadas;
  • Durante a manipulação, devem ser retirados todos os objetos de adorno pessoal;
  • Os óleos e gorduras utilizados devem ser aquecidos a temperaturas não superiores a 180ºC.

Conclusão

Enfim, é importante manter organizado a estação de trabalho assim evitar os riscos da profissão de cozinheiro. E utilizar os equipamentos de proteção individual adequados é de suma importância também. Na dúvida, é recomendável fazer um curso técnico sobre adequações do ambiente de trabalho a fim de evitar riscos.

O que achou do nosso conteúdo?

Deixe a seguir o seu comentário!

É Preciso Saber Cozinhar para Entrar na Faculdade de Gastronomia?

Recommended For You

About the Author: Emilly Cavalcanti