Quais os cuidados necessários após passar por um tratamento odontológico

Quando o paciente realiza algum tipo de tratamento odontológico, é preciso que ele tenha mais cuidado com as suas atividades diárias, principalmente quando é feito um procedimento de canal.

O que pode levar um dente a fazer canal?

Os tratamentos de canais são comuns. Eles acontecem por dois motivos: o avanço de um dente cariado ou quando ele sofre algum tipo de trauma.

As cáries são multifatoriais, ou seja, podem acontecer por diversos fatores, assim como a falta de higienização e o consumo alto de açúcares.

Os traumas podem ocorrer através de acidentes que geram a quebra do dente.

O que é um tratamento de canal?

Quando uma pessoa tem uma cárie, ela passa a se infiltrar por dentro do dente e pode chegar até o nervo, que é a parte viva do dente.

Esse nervo é o responsável por levar nutrientes para o corpo, e quando é acometido, causa uma injúria e isso traz dores porque causa uma inflamação.

Por exemplo, quando batemos qualquer parte do corpo, a polpa não tem para onde crescer. Por isso, é comum a criação de uma espécie de “galo”, que é quando a inflamação acontece no dente e faz com que o nervo não tenha para onde sair. Com isso, é gerada a dor. 

Inclusive, muitas pessoas deixam de ir ao dentista quando a dor acaba, e isso é um grande problema.

Quando o dente está com um grande incômodo e de forma repentina, desaparece, isso significa que a polpa não aguentou toda a pressão e morreu.

Como é um nervo que leva a nutrição para o dente, é necessário inicializar o tratamento de canal porque aquilo é uma carne que fica dentro do dente apodrecido, e ele tem ligação com a corrente sanguínea, além da proximidade com a veia do coração.

Essas bactérias podem cair na corrente sanguínea, causando algumas consequências, como:

  • Problema no coração;
  • Infecção generalizada;
  • Reumatismo;
  • Gastrite.

Todas essas complicações podem ocorrer de forma agressiva se o dente não passar pelo tratamento com o endodontista, dentista responsável pelo canal.

Como é feito o tratamento de canal?

O tratamento consiste na aplicação da anestesia no local causando a dormência. Assim, o dentista irá acessar o canal, fazendo um furo.

Após o furo, ele limpará a parte viva que está infeccionada, remodelando o canal e irá obturar ele.

Esse preenchimento é feito com uma espécie de uma borrachinha para vedar todo o duto, tampando todos os buracos evitando que os microrganismos se produzam nesta cavidade.

É normal sentir dor após o canal?

Isso é uma questão relativa. Se o canal foi tratado há pouco tempo, pode ser que fique um pouco dolorido na região, pelo fato de o dentista ter mexido.

Mas isso pode ser resolvido através de uma prótese dentária ou retratamento de canal.

  1. Restauração

Quando o canal é tratado, é necessário que o paciente vá ao dentista rapidamente, para fechar a cavidade que ficou exposta.

Caso o paciente não faça a restauração e só trate o canal, pode ocorrer a infiltração das bactérias podendo levar até mesmo a perda de dente.  

Nesse caso, deverá iniciar o tratamento com a prótese fixa, que fará a substituição por um dente artificial.

Em acontecimentos de perda dos dentes, deve ser realizado um tratamento o mais rápido possível. Essa falta pode acarretar em um grande desgaste. 

Esses atritos acontecem porque os demais dentes são utilizados de forma excessiva. 

Eles podem ser corrigidos através de películas colocadas neles, conhecidas como lente de contato dental

Ela reconstrói o dente desgastado, alterando sua forma e a pigmentação.

É possível fazer o tratamento ortodôntico após o canal?

Sim, desde que o procedimento do canal tenha sido feito da forma correta, é possível iniciar um tratamento.

É importante que o paciente faça uma pesquisa sobre os tipos de aparelhos ortodônticos.

Por exemplo, um aparelho de porcelana preço, se está acessível ou não. É sempre importante ter o custo-benefício em dia e um atendimento de qualidade.

Quais cuidados são necessários pós-tratamento de canal?

Após a conclusão do tratamento, os pacientes devem ter alguns cuidados, como medicação, alimentação e restauração.

Geralmente, quando o dentista faz o tratamento de canal, ele não faz a restauração. Quem realiza é o clínico geral que auxiliará para que o dente exerça novamente a função mastigatória.

Mas, às vezes, pode acontecer de não conseguir encaixar o paciente na mesma semana que foi feito o canal, e então, ele fica alguns dias sem a restauração.

Nesse meio tempo, é necessário muito cuidado ao ingerir alimentos muito duros, como uma bolacha.

Pelo fato do dente já estar desgastado pela cárie ou outros fatores, ele acaba ficando frágil. Esses alimentos ainda podem gerar uma fratura nele.

É possível que após o tratamento de canal, o dente fique com uma pigmentação escura, que pode acontecer pela não remoção do sangue.

Desse modo, o paciente terá que iniciar um tratamento estético, como um clareamento a laser.

  1. Medicação

A medicação é muito variada, geralmente é passado analgésicos e anti-inflamatórios, dependendo do caso. Se exige muito do dente, é necessário um remédio mais forte, ajudando a combater o edema e o processo inflamatório e realizando o controle da dor. 

Após o tratamento, é importante que o paciente dobre a atenção na escovação, para que possa evitar a situação novamente.

Ela deve ser feita após as refeições, sempre fazendo o uso do fio dental. Além disso, faça um acompanhamento regular ao dentista.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Recommended For You

About the Author: Gabriela Azevedo