Dicas para crianças aprenderem a andar de skate, patins e patinete

Dicas para crianças aprenderem a andar de skate, patins e patinete

Equipamentos de segurança são indispensáveis. Começar devagar e evitar comparações, também

 

As crianças são cheias de energia e precisam se exercitar para se manterem saudáveis.  Elas também são curiosas e adoram novidade e diversão, o que faz com que atividades como andar de patins, patinete ou skate estejam entre as prediletas.

 

Todos esses esportes são ótimos não só como atividade física, mas também para estimular o equilíbrio e o senso de estratégia dos pequenos. No entanto, também podem deixar os responsáveis apreensivos por serem um tanto radicais e quase sinônimo de alguns machucados pelo caminho. Faz parte do aprendizado.

 

Assim como as crianças precisarão de algum treino para andar de bicicleta até conseguirem se equilibrar sozinhas em cima das rodinhas desses aparelhos. Portanto, é importante contarem com a ajuda de algum adulto no começo. Você é essa pessoa? Então, as dicas dessa lista são para você.

 

Priorize a segurança

Aproveite a empolgação da criança com o brinquedo novo para incrementar o combo com equipamentos de segurança, como capacete, joelheira, munhequeira e cotoveleira. Eles vão garantir que os machucados sejam leves em caso de quedas (comuns de acontecer).

 

Esse é um bom momento para explicar para a criança porque cada item é importante, detalhando o que serve e para que. Assim, você também a incentiva a continuar utilizando-os, mesmo quando já for mais experiente (porque as quedas são sempre possibilidades, mesmo entre os adultos).

 

Explique como funciona

Se você entende um pouco de física, vale explicar para a criança, numa linguagem que ela entenda, como funciona cada equipamento. Se não, o Google e o Youtube podem ajudar. Ressalte que ela vai precisar de equilíbrio e ofereça ajuda para isso, como vamos detalhar no próximo tópico.

 

Ofereça apoio

A criança vai precisar aprender a se equilibrar sobre a base do skate, patinete ou sobre as rodinhas dos patins. Especialmente no início, um apoio físico ajuda bastante. Você pode andar do lado da criança, segurando-a, até que ela encontre o seu eixo e consiga tentar seguir sozinha.

Caminhe ao lado

O equilíbrio é uma posição frágil, portanto, é comum que a criança o perca, mesmo depois da etapa acima. Por isso, é uma boa ideia que o adulto que está acompanhando a atividade vá caminhando ao lado nos primeiros momentos, para poder voltar a ser apoio quando necessário.

Comece devagar

Ganhar alguma velocidade é importante para se manter em pé em cima do skate, patins ou patinete. Mas, nunca é uma boa ideia correr antes de estar familiarizado com a atividade.

 

Incentive a criança a começar devagar, dando pequenos passinhos (nos patins) ou mantendo um dos pés no chão (no skate ou patinete), pois isso ajuda não só a ganhar confiança, mas também diminui o impacto das quedas. O segredo é ir ganhando velocidade aos poucos.

Evite a comparação

Cada criança tem o seu tempo de aprendizado, ou seja, não é porque o irmão ou o amiguinho pegou o jeito em poucas tentativas, que todas vão conseguir fazer isso. Para evitar choro e frustração, é papel do adulto evitar as comparações. Explique que cada um tem o seu tempo.

 

Aqui, é importante deixar de lado as suas próprias expectativas, pois muitos pais são os primeiros a fazerem comparações. Lembre-se de que isso não só não ajuda, como atrapalha.

Incentive a prática

Só se aprende a andar de skate, patins ou patinete andando. Mesmo que a criança não vá bem nas primeiras tentativas, é importante incentivá-la a continuar praticando, que é a única forma de aprender. É bem provável que a prática melhore depois de alguns dias e, caso não, continue tentando.

 

Não pressione

A intenção é que as atividades sejam prazerosas. Por isso, é importante incentivar, mas sem insistir demais. Se a criança quiser desistir depois de algum tempo, pode ser apenas que não seja para ela. Se for um trauma, depois de uma queda, por exemplo, vocês podem conversar sobre isso. Mas, sem forçar a barra.

Recommended For You

About the Author: Alessandra