Como escolher a melhor tecnologia para idosos? – Confira 3 critérios!

Como escolher a melhor tecnologia para idosos

Como escolher a melhor tecnologia para idosos? O zap GB é uma boa escolha? A tecnologia, por meio de smartphones, smartwatches e tablets, felizmente nos ajudou a manter contato com nossos entes queridos, mas quando se trata de idosos e dispositivos inteligentes é difícil garantir total acessibilidade aos nossos parentes mais velhos.

As mais modernas inovações tecnológicas passam por conceitos de design como o minimalismo, ícones cada vez menores, a exaltação do detalhe e muitos outros dispositivos ligados a um mundo muito jovem e interessado em grandes inovações para smartphones cada vez mais potentes e cada vez mais tablets.

Nesta corrida rumo ao futuro, muitas vezes são deixadas para trás muitas opções de acessibilidade total, ampliando assim a lacuna no uso da tecnologia entre as novas e as velhas gerações.

Mas agora, as coisas mudaram muito graças a várias organizações e vozes sinceras de clientes seniores que procuram conexões e dispositivos adequados às suas necessidades, solicitações que foram aceitas por várias empresas criando linhas de produtos personalizados. Leia conosco e descubra como escolher a melhor tecnologia para idosos. Vamos lá!

 

O que torna a tecnologia acessível aos idosos?

Como escolher a melhor tecnologia para idosos? Então, como podemos escolher um produto que permita que nossos avós possam se conectar com seus netos quando mais desejam? Existem vários fatores a serem levados em consideração, a serem avaliados, talvez, discutindo-os em família ou entendendo quais são as necessidades mais particulares do usuário para quem o dispositivo irá.

Hoje em dia, as opções de acessibilidade estão disponíveis em muitas plataformas graças à maior atenção dada a todos os tipos de usuários. O avanço da tecnologia deu ainda mais precisão aos comandos de voz, esquemas de cores para daltonismo e outras facilidades de todos os tipos.

No que diz respeito aos idosos, no entanto, as melhores características devem ser identificadas em dois princípios básicos: visibilidade de cada elemento na tela e acesso rápido (possivelmente sem qualquer configuração complexa) a todas as funções de comunicação. Leia alguns critérios que ajudar a como escolher a melhor tecnologia para idosos:

 

Fontes e teclas grandes

Um dos primeiros critérios frequentemente encontrados ao procurar um produto para idosos é ter fontes e teclas grandes. A visão não é mais o que costumava ser assim como a precisão dos movimentos, muitas vezes se os números forem muito pequenos você pode ficar confuso entre uma tecla e outra, assim como a resposta ao toque deve ser decisiva e clara, de preferência com feedback sonoro.

Parecem recursos triviais, especialmente porque foi apenas na última década que a tela sensível ao toque se tornou a norma para tanta tecnologia, desde o telefone até as máquinas de lavar ou o interfone em casa.

Se agora alguém se acostumou com a mudança, para muitos idosos não é fácil pensar que uma tela – até agora usada apenas para assistir algo e passou a ser comumente usada apenas com a TV – pode ser o elemento de interação para qualquer dispositivo.

Portanto, é importante escolher produtos que tenham teclas realmente grandes e, se forem touch, também uma boa resposta ao toque e com uma velocidade que não seja muito marcada, além de diretas e não vinculadas a mais de uma única função.

 

Aplicativos rápidos e intuitivos

Quando o assunto é conectividade e comunicação, hoje existem muitas alternativas e muitas vezes a ligação não é mais suficiente.

Especialmente com a recente pandemia, muitos brasileiros tão distantes do mundo digital descobriram as videochamadas e os meios para realizá-las, agora ainda mais simples do que há alguns anos, onde era usado necessariamente um computador para fazer videochamadas.

Skype, Whatsapp, Instagram, Zoom e muitos outros aplicativos podem unir você e seus entes queridos, mas muitas vezes configurá-los e usá-los pode constituir uma barreira para muitas pessoas que não estão acostumadas com as configurações de um programa que não é fácil.

Um dispositivo para idosos deve, portanto, responder à necessidade de facilitar a instalação, execução e uso rápido, evitando finalmente complicar a experiência do usuário com recursos de acessórios. O mínimo para o uso pretendido é uma filosofia que tais produtos devem adotar, sempre dando alternativas válidas além das chamadas.

 

Auxílios para todos os usuários

Por último, mas não menos importante, o elemento que um dispositivo para idosos deve ter é atender a qualquer necessidade motora ou outra solicitada pelo usuário. Trata-se, portanto, de escolher produtos resistentes, econômicos e de fácil utilização.

Materiais confortáveis e recursos específicos dedicados a pessoas com deficiência podem ser uma vantagem que não deve ser subestimada ao fazer uma escolha desse tipo, principalmente em relação ao preço com que são frequentemente oferecidos. Agora que já sabe como escolher a melhor tecnologia para idosos, deixe seu comentário. Até a próxima!

Recommended For You

About the Author: Alessandra